Restauração do Túmulo de Lázaro: a visita do Cônsul italiano a Betânia

Um novo passo adiante na redescoberta e no renascimento de Betânia, a árabe Al-Azariya, a cidade de Marta, Maria e Lázaro. Depois de cinco meses de trabalho, aproveitando a ausência de visitantes devido à pandemia do Coronavirus, o túmulo do qual Jesus ressuscitou seu amigo Lázaro resplandece com uma nova luz.

OSAMA HAMDAN
Coordenador do projeto “Betania Hospitaleira”
"O objetivo principal era melhorar a acessibilidade aos peregrinos, especialmente aos mais idosos com dificuldade de acesso. Mas também melhorar o clima dentro do túmulo, porque havia muita umidade e uma atmosfera desconfortável: Buscamos através dos meios tecnológicos melhorar a visita e também as condições para a oração dentro do túmulo de São Lázaro."

Entre as descobertas também estão dois ossários contendo alguns ossos, que ainda serão estudados e datados com precisão. Mesmo que o mais precioso permaneça os levantamentos e estudos realizados para aprofundar o conhecimento de um sítio arqueológico verdadeiramente complexo: ao longo dos séculos, quatro igrejas foram construídas perto do túmulo de Lázaro, que desde o século XIV faz fronteira com a mesquita de Al-Uzeir. Apenas dois séculos depois, os frades franciscanos escavaram o novo acesso, o que acaba de ser restaurado.

A visitar toda a área compreendida pelo projeto "Betânia Hospitaleira", levado adiante há mais de três anos pelo Centro Mosaico de Jericó e pela Associação "Pro Terra Santa" com o apoio da Agência Italiana para a Cooperação e o Desenvolvimento, o cônsul geral da Itália em Jerusalém, Giuseppe Fedele.

GIUSEPPE FEDELE
Cônsul Geral da Itália em Jerusalém
"Tenho sobretudo uma impressão de orgulho, porque acredito que a Itália através deste financiamento, com o financiamento da Cooperação Italiana, está a promover um projeto de grande interesse e grande potencial. O local possui sobre si um enorme interesse histórico, arqueológico e monumental, e ainda hoje representa um belo testemunho de convivência, coexistência e diálogo entre as religiões, pois abriga um local religioso muçulmano e uma série de locais cristãos."

ISSAM FAROUN
Prefeito de Betânia
"É um dia muito importante para nós, para desenvolvermos a unidade entre muçulmanos e cristãos. Na nossa mentalidade o conceito de “retorno à vida” está muito presente aqui. Queremos salvar este patrimônio, do qual nos orgulhamos: por isso estamos muito gratos ao governo e à Cooperação Italiana, à "Pro Terra Santa" e a toda a equipe de pessoas que realizaram esses importantes trabalhos e pretendemos continuar construindo no futuro a unidade na antiga cidade de Al-Azariya."