Obras sociais

Os franciscanos, ao longo dos oito séculos de permanência na Terra Santa, e em muitos países do Oriente Médio, deram vida a muitas obras de caráter social e assistencial. Dentre essas, existe a gestão dos Institutos para crianças que freqüentemente são confiadas a outras comunidades religiosas, que colaboram com os Frades. Existem casas de repouso e centros-médico-assistenciais para anciãos e existem, além disso, atividades ligadas à Custódia, mas não administradas diretamente por ela, como o Instituto da Sociedade Antoniana, em Belém.

Muito importante para os cristãos locais é também a Obra das Casas, que tem por objetivo ajudar as famílias, contribuindo para a solução dos problemas fundamentais de casa. Através de vários projetos de construção de habitações, são dados alojamentos gratuitos para numerosas famílias, se contribui com as despesas de aluguel de inúmeras outras famílias e se reestruturam as casas que estão em condições precárias.

Além disso, ao problema de instrução é oferecida ajuda através das Bolsas de Estudo para Universidade e programas que visam pagar as despesas de todo o ano escolar para as crianças. Enfim, os frades colocaram para funcionar laboratórios e oficinas de modo que sejam enfrentados todos os problemas de ocupação.

A Casa do Menino de Belém

A Casa franciscana do Menino é uma de muitas instituições sociais da Custódia da Terra Santa, que celebrou dez anos de fundação em 2017. Fundada em 2007, como afiliação ao Terra Sancta College, foi criada para ocupar-se de crianças e adolescentes com situação de risco familiar. Situa-se em Belém, a poucos metros da Basílica da Natividade e prevê diversas atividades de apoio aos menores. Algumas crianças passam também a noite na Casa, enquanto outras frequentam apenas até o anoitecer e, então, voltam para a casa de suas famílias. A ocupar-se delas, durante todo o tempo, é Fr. Marwan Di’des.

Gestão das emergências

A Custódia da Terra Santa está ao lado da população local em todo o momento, especialmente nos momentos de dificuldade, causados pelos conflitos ou pela pobreza.

A Custódia da Terra Santa, durante o recente conflito na Síria, permaneceu e ainda permanece ao lado dos fiéis e pobres nas cidades onde se encontram as suas paróquias. A ajuda se concretiza através da distribuição de pacotes de alimentos, remédios, intervenções que apoiam a educação e o desenvolvimento dos jovens, apoio espiritual e psicológico.

A Custódia ajuda fugitivos e refugiados em diversos países, fornecendo-lhes vestuário, remédios, pacotes de alimentos, com um olhar especial para com os menores não acompanhados. Desde o início das guerras, que sacudiram o Orientre Médio nos últimos anos, Líbano e Jordânia, e ultimamente a Grécia, são países que acolheram mais refugiados. Nesse contexto, os Frades ajudam os doentes, as crianças, os idosos e as famílias mais pobres a enfrentar as necessidades primárias.

Tudo isso é possível graças ao apoio econômico das fundações que apoiam a Custódia, como a ATS (Associação Pro Terra Sancta) e Franciscan Foundation for the Holy Land.

JPIC - Comissão Justiça, Paz e Integridade da Criação

« Louvado sejas, meu Senhor », cantava S. Francisco de Assis. Nesse belo cântico recordamos que nossa casa comum é como a irmã, com a qual partilhamos a existência, e como bela mãe que nos acolhe em seus braços: «Louvado sejas, meu Senhor, pela nossa Irmã a Mãe Terra, a qual nos sustenta e produz diversos frutos com coloridas flores e ervas ».

Essa irmã protesta pelo mal que lhe provocamos, por causa do uso irresponsável e abuso dos bens que Deus nela colocou. Crescemos pensando que somos seus proprietários e dominadores, autorizados a saqueá-la. A violência que existe no coração humano, ferido pelo pecado, se manifesta também nos sintomas da doença que percebemos no solo, água, ar e nos seres vivos. Por isso, entre os pobres mais abandonados e maltratados está nossa oprimida e devastada terra, que «geme e sofre as dores de parto» (Rm 8,22). Esquecemos que nós mesmos somos terra (cfr Gn 2,7). Nosso próprio corpo é constituído pelos elementos do planeta, seu ar é o que nos dá respiração e sua água nos vivifica e restaura [...].

 

Da Encíclica Laudato Si’ do Santo Padre Francisco sobre o Cuidado da Casa Comum

Obedecendo aos desejos do Pontífice, o Discretório da Terra Santa, reunido em Jerusalem, no dia de março de 2017, constituiu a Comissão Justiça, Paz e Integridade da Criação.

Os projetos são atualmente de três âmbitos: educação para a paz, educação para a ecologia e difusão da Encíclica Laudato Si'. A obra da Comissão é dirigida aos Frades da Custódia, aos religiosos e religiosas, à sociedade civil, às escolas e paróquias da Custódia.

Links úteis: ♦ OFM  ♦ JPIC sul sito dell’Ordine