Vida Consagrada, luz no mundo

Fr. KHUKAZ, ofm
Custódia da Terra Santa
“Eu sou o Frei Khukaz, venho da Síria”.

Ir. VICTORIA NABIL HELMI ZAKHER, nds
Congregação de Nossa Senhora de Sion
“Eu sou a Irmã Victoria Nabil Helmy, do Egito”.

Ir. COLETTE O'DONNELL, nds
Congregação de Nossa Senhora de Sion
“Sou uma irmã da Congregação de Nossa Senhora de Sion, meu nome é Colette, irmã Colette”.

Três vidas consagradas, com um chamado em comum, o de serem luz no mundo. Vocação expressa nas palavras de Cristo, quando disse: “Vós sois a luz do Mundo”, Ele é a verdadeira luz que se celebra todos os anos no dia 2 de fevereiro, data, a qual o Papa João Paulo II, oficialmente instituiu o Dia Mundial da Vida Consagrada, pois é a Festa da Apresentação de Jesus no Templo. De acordo com a lei de Moisés, toda mulher tinha que ir ao Templo 40 dias após dar à luz a um filho do sexo masculino para a purificação ritual e para apresentar a Deus seu primogênito. As palavras do velho Simeão, descrevendo o Salvador como uma luz que se revela ao povo, dão o nome ao banquete, que tradicionalmente também é chamado de Candelária. Toda liturgia hoje começa com a bênção de velas que são levadas em procissão. Muitas comunidades religiosas renovam seu compromisso de serem luzes que brilham no mundo neste dia.

A cada um Deus chama a seu tempo, seja na Síria, na Irlanda ou no Egito, não importa o lugar que estejam.

Fr. KHUKAZ, ofm
Custódia da Terra Santa
“Venho de uma aldeia no norte da Síria, onde há frades franciscanos. Quando criança sempre fui à igreja de lá. Sempre servi na missa, cantei no coro da igreja. Eu cresci em uma família católica que reza muito. Quando criança eu tinha o desejo de ser um Frade. Quando eu cresci, decidi entrar na Ordem dos Frades Menores”.

"Segue-me", convite feito por Cristo aos discípulos que ainda hoje continua a atrair vocações.

Ir. VICTORIA NABIL HELMI ZAKHER, nds
Congregação de Nossa Senhora de Sion
“O chamado começou quando eu estava no Egito, em minha cidade natal de Minya, com a palavra "siga-me" da Bíblia. Jesus pediu a muitas pessoas que o seguissem. Eu não sabia o que significava segui-lo e não sabia quem poderia me ajudar com isso. Conheci duas freiras da Congregação de Nossa Senhora de Sion, Irmã Juliana, que está no comando hoje no período de iniciação, e Irmã Darlene. Sentamos e conversamos juntas. Eu perguntei o que significa seguir Jesus e como?
A partir desta palavra, começou o chamado de Deus e o desejo de saber o que Ele queria de mim”.

O sorriso no rosto mostra a alegria de quem desde a juventude serve a Deus em uma vocação.

Ir. COLETTE O'DONNELL, nds
Congregação de Nossa Senhora de Sion
"Eu sou da Irlanda, mas não tínhamos nenhuma comunidade lá naquela época, nenhuma escola, então eu vim para a escola das Irmãs de Sion aos 15 anos de idade na Inglaterra. Deus me conduziu a Sion desde muito jovem. Eu estava na escola até os 17 anos de idade quando entrei. Entrei para as Irmãs de Sion em Paris no ano de 1951".

Ser luz do mundo, a exemplo de Jesus, os consagrados vivem a beleza, os desafios e as alegrias de corresponder a uma vocação.

Fr. KHUKAZ, ofm
Custódia da Terra Santa
"Houve momentos difíceis no início de minha vocação, para entrar na Ordem, e também pelo caminho, houve momentos difíceis, também por causa da ocupação de minha vila. Mas estes momentos difíceis nos aproximam do Senhor ”.

Quando perguntados se são felizes, a resposta vem com um sorriso no rosto.

Fr. KHUKAZ, ofm
Custódia da Terra Santa
"Estou feliz porque o Senhor me escolheu para viver com Ele e para Ele".

Ir. VICTORIA NABIL HELMI ZAKHER, nds
Congregação de Nossa Senhora de Sion
"Estou satisfeito com meu chamado e com a escolha que Deus fez de mim e porque Ele me permitiu ser sua discípula e sendo sua discípula, devo segui-lo".

Ir. COLETTE O'DONNELL, nds
Congregação de Nossa Senhora de Sion
"Estou muito feliz na minha vida consagrada e peço ao Senhor que eu seja fiel até o fim e que a Sion seja sempre minha casa".

 

Christian Media Center