Bolsa de estudo para ficar na Terra Santa

GEORGE HLEIS
"Terminei de estudar psicologia no ano passado na Hebrew University…precisamente ali, no Monte das Oliveiras."

GEORGE HLEIS
"Meu nome é George, tenho 23 anos, moro no bairro cristão da Cidade Velha, sou cristão católico."

A finalidade está clara: permitir aos cristãos locais de estudar na sua terra, evitar que eles decidam se mudar para o exterior para se formar e, quem sabe, viver ali. Entre os muitos modos como a Custódia da Terra Santa está comprometida no apoio à população cristã local, existem as bolsas de estudo, de modo especial aquelas destinadas ao financiamento do percurso universitário dos jovens.

GEORGE HLEIS
"Muitos jovens não amam a situação atual, desejariam ir para o exterior para encontrar oportunidades melhores. Eu também pensei em me mudar para o exterior, ir estudar teologia nos Estados Unidos, mas amo a terra de Jesus, amo estar na terra onde Jesus viveu. Se todos os cristãos forem embora, ninguém vai ficar aqui."

Fr. RAMZI SIDAWI, ofm
Ecônomo Custódia da Terra Santa
"Na maioria dos casos quem foi estudar no exterior não voltou a viver aqui. A Custódia quer ajudar todas as pessoas a permanecerem nesse país, sobretudo os jovens cristãos. O primeiro passo foi oferecer a eles o currículo escolar ordinário a baixo custo através de nossas escolas, o segundo passo são as universidades."

Todo ano são 500 as bolsas de estudo oferecidas, sustentadas por dois diferentes programas. Economia, Ciências, Medicina, Engenharia os percursos de estudo mas cobiçados.

Fr. RAMZI SIDAWI, ofm
Ecônomo Custódia da Terra Santa
"Nossos alunos hoje estão abertos a todas as universidades: nos últimos anos vimos que existe uma tendência cada vez mais crescente dos nossos alunos cristãos de Jerusalém de frequentarem a Universidade hebraica ou em todo caso o mundo hebraico de Israel. Mas também permanece a abertura das universidades palestinas, sobretudo a universidade de Belém, de Birzeit e de Jenin em função das especializações que oferecem. É isso: o que atrai na maior parte os jovens são as especializações e também a facilidade de encontrar emprego."