Colecta “Pro Terra Sancta” 2021

A “Colecta para a Terra Santa”, também conhecida como “Collecta pro Locis Sanctis”, é o resultado da vontade dos papas de manter forte o vínculo entre todos os Cristãos do mundo e os Locais Sagrados.

A Colecta, que é tradicionalmente feita na Sexta-Feira Santa, é a principal fonte de rendimento para o sustento da vida que se desenvolve em torno dos Locais Sagrados.

Os donativos recebidos pelas paróquias e dioceses são enviados pelos Comissários da Terra Santa para a Custódia da Terra Santa. Estes donativos são utilizados na manutenção dos Locais Sagrados e sustento dos cristãos da Terra Santa, as pedras vivas da Terra Santa.

Através da Colecta, a Custódia é capaz de manter e levar a cabo a importante missão a que se propõe: preservar e tomar conta dos Locais Sagrados, das pedras vivas da memória e manter a presença Cristã, as pedras vivas da Terra Santa, através de muitas iniciativas solidárias.

Participe na Colecção Pro Terra Sancta na sexta-feira, 2 de Abril de 2021 na sua paróquia, mas se não puder ir à igreja, apoie a Custódia da Terra Santa com uma doação.

Neste período de sofrimento global, a Terra Santa também foi atingida, com a falta de peregrinos em seus santuários, com a falta de trabalho para os cristãos locais.

A Custódia da Terra Santa está presente com 300 frades em: Israel, Palestina, Jordânia, Síria, Líbano, Egito, Chipre e Rodes.

Sempre esteve perto das populações afetadas pelas guerras, epidemias e pandemias.

A Coleta Pró Terra Santa é a principal fonte de sustento da vida que se desenvolve ao redor dos Lugares Santos.

Na espera do retorno dos peregrinos, a Custódia pede a sua ajuda. Na próxima Sexta Feira Santa, faça sua doação.

A Coleta da Sexta-Feira Santa. Doe na sua paróquia.

O apelo do Prefeito da Congregação para as Igrejas Orientais

A colecta pro Terra Sancta 2021 seja para todos a ocasião para não voltar o olhar, para não passar adiante, para não ignorar as situações de necessidade e de dificuldade dos nossos irmãos e das nossas irmãs, que vivem nos Lugares Santos. 

Mons. Leonardo Sandri, Prefeito da Congregação para as Igrejas Orientais

A mensagem do Custódio da Terra Santa

No ano passado, também na Terra Santa passamos por duras provas pela pandemia que paralisou o mundo inteiro. Apesar desta situação, continuamos a preservar os Lugares Santos da nossa redenção e a pequena comunidade cristã que ainda existe e resiste aqui. No Santo Sepulcro, no Getsêmani, em Belém, em Nazaré e nos outros santuários intensificamos a nossa oração pelo mundo inteiro.

Nas paróquias continuamos cuidadando dos cristãos de língua árabe, hebraica e grega, trabalhadores estrangeiros migrantes e refugiados. Através das escolas da Terra Santa cerca de 10 mil crianças, meninos e meninas puderam usufruir de uma boa educação. Os nossos esforços caritativos têm se intensificado para atender às necessidades essenciais das populações colocadas à prova - tanto pela pandemia - quanto pela guerra e também pela ausência de assistência social e sanitária.

Tudo isso tem um custo que em parte sempre foicoberto pela Coleta da Sexta-feira Santa. Este ano, mais do que nunca, precisamos da generosidade dos cristãos de todo o mundo, da generosidade de cada um de vós. Ajude-nos novamente este ano, de acordo com as suas possibilidades, de acordo com a generosidade do seu coração, para que também nós, possamos ajudar os mais necessitados.

Ajude-nos a ajudar e que o Senhor abençoe e recompense cada um de vós.                                                   Fr. Francesco Patton, Custódio da Terra Santa