Professione solenne delle figlie di Santa Elisabetta

No dia 26 de maio, dezenove jovens religiosas, provenientes da Bolívia, Filipinas, Índia, Indonésia e Vietname, professaram solenemente entre as Terciárias Franciscanas Filhas de Santa Isabel, na igreja S. Salvador, em Jerusalém.

"Hoje, dezenove irmãs consagram definitivamente seu amor pelo Senhor!” disse o Custódio da Terra Santa, Fr. Francisco Patton, ao iniciar a celebração eucarística. "É festa da Igreja e ocasião para nós acompanhá-las com nossa oração e confiá-las ao Senhor e ao Espírito Santo”. Ao comentar a Escritura, o Padre Custódio aprofundou o tema da festa do dia, partindo do rito tipicamente nupcial da entrega do anel, com a fórmula “Esposa do eterno Rei, recebe o anel nupcial e mantém íntegra a fidelidade ao teu esposo para que ele te acolha na alegria das núpcias eternas!” Foi momento tocante para as religiosas que participaram da celebração com atenção e incredulidade: a maior parte disse não ter nunca pensado em ter a oportunidade de visitar a Terra Santa e professar solenemente nesses lugares.

Nascidas há 131 anos, em Casalino, pequena região da província de Arezzo, na Diocese de Fiesole (Toscana, Itália), as Terciárias Franciscanas Filhas de Santa Isabel, desde então, se ocupam do cuidado e do serviço aos pobres, educação de crianças, assistência aos doentes e sustento das famílias. A fundadora, Francesca Casci, era Terciária franciscana, enquanto o co-fundador, Padre Giuseppe Marchi, que era pároco, tornou-se monje em Camaldoli, com o nome de Pier Damiano. O Instituto, originariamente, nascera para servir apenas na região do Alto Casentino, mas, em 1923, obteve a possibilidade de espandir-se, permanecendo fiel ao espírito original, privilegiando pequeno grupo de Irmãs, a saber, pequenas comunidades de Irmãs, em estilo familiar. Em 1994, abriram as primeiras missões na Ásia, a partir da Índia, Indonésia e Filipinas, onde também foi fundado um centro internacional de formação em Manila, que, atualmente, conta com mais de cem religiosas professas simples. Presentes em Jerusalém, há quase três anos, a congregação colocou à disposição da Custódia as Irmãs presentes no território e, atualmente, ocupam-se em diversos serviços ligadas è Custódia.

 "Fazer a Profissão perpétua em Jerusalém é grande dom!" Declarou a Superiora geral, Madre Paola Yucra Solano, "costumeiramente, fazemos a Profissão simples nos lugares onde se faz a formação, reservando-se de fazê-la, de forma solene, na itália, lugar da fundação e lugar ao qual todas voltamos nosso olhar, e aquele é ponto de chegada para todas. Fazer a profissão em Jerusalém é sonho iniciado há 131 anos e, agora, realizado, além do apreço da presença e do belo trabalho que nossas Irmãs aqui realizam!" 

Giovanni Malaspina