Segunda-Feira Santa em Betânia: o perfume de uma vida “desperdiçada"

Alguns a chamam “Casa da Pobreza” ou “Casa de Ananias”, para outros é a “Casa da Amizade”.  A Semana Santa na terra de Jesus inicia em Betânia, a cidade de Lázaro, Marta e Maria, na qual moravam e zelaram pelos laços de amizade com Jesus e aqui inicia a Semana Santa com a bênção dos óleos.

Essa celebração recorda o episódio narado por S. João (12, 1-11), no qual, seis dias antes da Páscoa, Jesus se dirige a Betânia, aos seus amigos, e Maria banha os pés de Jesus com precioso óleo de nardo e os enxuga com seus cabelos. O óleo benzido é o mesmo óleo de nardo, que, hoje como outrora, continua a ser espargido nas casas e nas igrejas, em recordação do episódio, porque como disse Jesus “nem sempre me tereis”. A memória está ligada à morte: esse óleo recorda a unção do corpo de Jesus e tem referência ao rito da comemoração da Paixão e Morte e Sepultura do Senhor, na Sexta-Feira Santa, na Basílica do Santo Sepulcro.

"O perfume desperdiçado por Maria torna-se forte profecia" sublinhou o Custódio da Terra Santa, Fr. Francesco Patton, que presidiu a celebração. "Torna-se símbolo de como é belo, agradácel, estar com Jesus, em amizade, sem outras preocupações e sem afãs, sem trabalhos a acabar [...] cancela enfim o odor da morte e o medo da morte, que é o cheiro que todos nós carregamos inevitavelmente e manifesta quanto seja verdadeiro que “o amor é mais forte que a morte".

Como sugere a Liturgia do lugar, falamos de “um gesto profético, dum desperdício que reconhecia a regalidade de Jesus, a honra, a homenagem devida ao Rei do universo”. É exatamente graças a esse gesto que a casa se enche de perfume da realeza, que permanece para sempre e transfoma a Casa da Pobreza em casa de vida bela, plena e autêntica. "Que a exemplo de Martia de Betânia”, concluiu Fr. Patton, “saibamos desperdiçar aquilo que temos de precioso, nossa própria vida, para manifestar que Te amamos".

De Betânia, a casa dos Amigos do Senhor Jesus, os aromas e o perfume serão levados às Paróquias e à Basílica do Santo Sepulcro.