Sagrada Família de Nazaré, um exemplo de amor

Chamada de “Santuário da vida” e “Igreja doméstica”, a família foi o meio pelo qual Deus escolheu para trazer Jesus ao mundo. De acordo com o Evangelho de Mateus, um anjo apareceu em sonho a José e lhe disse: “não temas receber Maria por esposa, pois o que nela foi concebido vem do Espírito Santo”. E a família de Nazaré se tornou um exemplo para o mundo.

Fr. BRUNO VARRIANO, ofm
Guardião e Reitor da Basílica da Anunciação - Nazaré
“Nos dias de hoje, é realmente necessário contemplar uma Família Sagrada em Nazaré. Na atualidade em que vivemos o relativismo, mas acima de tudo os valores da família. Os valores humanos não apenas espirituais, de uma família, de um pai que trabalha, de um pai que cuida desse filho de Deus, mas juridicamente sempre seu e também dado por Deus a São José; Maria que cuida do esposo e do filho. Os valores de uma família que teve dificuldade de acordar e ir trabalhar na cidade de Séforis. Eles também tiveram a experiência de refugiados, isto é, de terem que fugir do rei Herodes para ir ao Egito. Muitas famílias hoje precisam emigrar por causa da guerra, por causa das dificuldades do trabalho. Verdadeiramente esta Sagrada família de Nazaré é um exemplo”.

A Festa da Sagrada Família é celebrada dentro da Oitava de Natal e nos incentiva a aprofundar no amor familiar mesmo em meios as dificuldades atuais e a ter como modelo Jesus, Maria e José.

Na Basílica da Anunciação, Franciscanos, peregrinos, cristãos locais e casais que celebraram bodas de prata ou de ouro se reuniram para a missa presidida por Fr. Francisco Patton, Custódio da Terra Santa. A homilia foi feita por Fr. Marwan Di’des, Pároco de Nazaré que ressaltou a comemoração jubilar da vida matrimonial e disse: “De onde vem a palavra Jubileu? Ela vem da Bíblia. Deus dá ao povo a Lei para seguir, e essas leis faziam uma organização da vida. Não somente pela lei, mas através desta, Deus conduzia seu povo a santidade. Por isso a cada 49 anos, vinha um ano de Jubileu, eles consagravam este ao Senhor”.

Ao final da missa todos seguiram em procissão até o local onde a Sagrada família morou e receberam a benção.

LORENA CAVALCANTE GADELHA DE OLIVEIRA
Comunidade Católica Shalom
“Nesse lugar assim eu acho que é muito forte para nós ver como a Sagrada Família se deixava conduzir por Deus. Então acho que em primeiro lugar a família nasce desse sim, a sagrada família nasce do sim a Deus do acolher e encarnar a vontade de Deus na vida deles”.

MATHEUS CORRARO MOREIRA
Seminarista
“Muito especial participar da celebração da Sagrada Família Aqui o lugar onde eles viveram e moraram, onde de fato nós podemos também experimentar essa espiritualidade de Nazaré”.