Dois novos espaços celebrativos no Monte Nebo

Do alto da montanha onde Moisés olhou – sem poder entrar – na Terra Prometida, a vista é extraordinária.

Visitar o Memorial de Moisés no Monte Nebo é como ver as raízes que conhecíamos mas que estavam escondidas. Um lugar sagrado que se estende em direção ao Vale do Jordão e o Mar Morto, e isso tem um profundo significado para todos.

No topo da montanha, peregrinos, visitantes e turistas vem dar – como Moisés – uma olhada na Terra Santa. Em 2018 notou-se o aumento significativo do turismo na Jordânia. Basta pensar que, conforme relatado pelo jornal The Jordan Times, o Monte Nebo, superado somente por Petra, é o segundo lugar mais visitado do país, com mais de 444 mil visitantes.

Por esta razão, no domingo, 10 de março, o Custódio da Terra Santa, Fr. Francesco Patton juntamente com o Núncio Apostólico da Jordânia e para o Iraque, Dom Ortega, na presença de religiosos e peregrinos, abençoou uma das duas novas capelas. 

Fr. Francesco Patton, ofm - Custódio da Terra Santa
“Esta manhã abençoamos uma das duas novas capelas. São capelas à disposição dos peregrinos aqui no Monte Nebo uma vez que, depois da reabertura do Santuário em 2016, houve um grande aumento de peregrinois e visitantes. Por isso, é bom podermos providenciar para eles um novo espaço celebrativo.” 

Fr. Junio Marques, ofm - Superior Santuário de Moisés - Memorial de Moisés - Monte Nebo - Jordânia 
“Abrimos duas novas capelas no Monte Nebo: a da Transfiguração do Senhor e uma do Profeta Elias e a razão é: o aumento o número de peregrinos que pedem para celebrar a missa e essas novas capelas estarão abertas aos peregrinos e para aumentar a espiritualidade do Santuário de Moisés”.

Fr. Ibrahim Faltas, ofmCustódia da Terra Santa
“De fato, uma atenção especial é dada ao impressionante número de peregrinos que vêm visitar este monte durante a sua permanencia na Jordânia. Para os franciscanos essa tendencia tem, portanto, uma importancia particular. O Monte Nebo é realmente muito importante. Certamente tentamos encorajar os peregrinos por todos os meios, a virem constantemente em grande número nesta área, de onde podem contemplar uma vista – à distância – da Cidade Santa, assim como de Jericó, do Mar Morto e de toda a Terra Santa.”

Uma celebração no Nebo que ocorre a poucos dias antes dos dias especiais de festa no Egito por ocasião dos 800 anos do encontro entre São Francisco de Assis e o Sultão. Uma mensagem de paz e de esperança hoje é mais necessária que nunca.

Fr. Francesco Patton, ofm - Custódio da Terra Santa
“Nesta ocasião recordamos os 800 anos do encontro entre São Francisco e o Sultão, um encontro particularmente importante para os franciscanos. Graças a este encontro, nós, frades menores, pudemos nos enraizar aqui na Terra Santa de sermos presentes como guardiões dos lugares santos."

 

Christian Media Center