Jerusalém: seis novos presbíteros franciscanos

Sábado, 29 de junho de 2019, na igreja S. Salvador, em Jerusalém, seis Frades franciscanos foram ordenados presbíteros pela imposição das mãos do Administrador apostólico do Patriarcado Latino de Jerusalém, Mons. Frei Pierbattista Pizzaballa,OFM.

Vindos do Brasil, Congo, México e Nicarágua, os seis franciscanos terminaram, há pouco, o percurso des estudos teológicos e os anos de formação franciscana. As ordenações aconteceram na presennça do Custódio da Terra Santa, Fr. Francesco Patton, que apresentou os ordenandos ao Arcebispo, no início da celebração eucarística, em nome do Bispo Auxiliar do Rio de Janeiro e os Proviciais franciscanos do México e Peru. 

Em sua homilia, Mons. Frei Pierbattista Pizzaballa retomou os trechos das leituras do dia, inspirando-se nas figuras de Pedro e Paulo, como exemplos da vida sacerdotal, a fim de compreender melhor o que estava sendo celebrado. “Não é o Pedro dos Evangelhos que aparece nesse trecho” – comentou o Arcebispo – “é paciente, aprendeu a confiar, sabe que sua vida pertence a outro. Pode viver ou morrer, o importante é que seu viver e seu morrer digam algo da vida de Jesus: Pedro, depois de Pentecostes, é homem livre”. O convite que ressoa é o de dar a Deus nossa vida na máxima confiança, como faz Pedro. O Administrador Apostólico, depois, falou de S. Paulo, sublinhando como, a partir da segunda leitura, foi evidente a mudança, acontecida após o encontro com Deus: "Paulo faz um balanço e diz que lhe sobrou apenas a fé. Deus, após o encontro a caminho de Damasco, o transformou de observante a obediente". "Que vosso serviço" – concluiu o Arcebispo – “possa ser pequeno reflexo da salvação que Paulo e Pedro testemunharam, e que hoje celebramos!"

Após a imposição das mãos de Mons. Frei Pierbattista e da vestição dos paramentos de presbítero, a celebração eucarística da solenidade continuou, em conjunto com os novos prebíteros. No fim da celebração, o Custódio tomou a palavra para expressar sua gratidão aos presentes, sobretudo aos pais dos novos sacerdotes. "Os filhos são dons de Deus," – comentou  Fr. Patton - "hoje, os restituístes a Deus para que sejam dons para todo o mundo!"

Giovanni Malaspina