As escolas franciscanas preservam a presença dos cristãos na Terra Santa

Entre os objetivos dos franciscanos da Terra Santa está o desenvolvimento do nível educacional da comunidade local, realizado através das 15 escolas da Custódia espalhadas por um extenso território. São mais de onze mil alunos que as frequentam e 1100 professores de todas as religiões que nelas trabalham.

Fr. IBRAHIM FALTAS, ofm
Diretor das Escolas Terra Santa
"Há uma bela convivência e um belo diálogo ecumênico em nossas escolas. Vivemos essa convivência praticamente todos os dias."

O nascimento das escolas franciscanas na Terra Santa remonta ao século XVI. A Escola Terra Santa de Belém é a mais antiga de todo o Oriente Médio e foi fundada em 1598. Essas escolas buscam oferecer instrução a pessoas de diversas classes sociais e econômicas.

Fr. ABDEL NASIH FAHIM, ofm
Secretário Geral das escolas cristãs
"Como escolas franciscanas, procuramos ajudar os pobres. Nossas escolas são consideradas "populares".

As Escolas Terra Santa cobrem todos os níveis escolares, do jardim de infância ao ensino superior. A maior parte dos estudantes continua então a própria carreira escolar na universidade.

Fr. IBRAHIM FALTAS, ofm
Diretor das Escolas Terra Santa
"Frequentemente temos alunos que entram com três anos de idade e seguem até concluir os estudos universitários. Também oferecemos muitas bolsas."

Os graduados das Escolas Terra Santa podem ser considerados pioneiros do renascimento cultural árabe na Terra Santa, e se destacam em todos os setores do mundo do trabalho aos quais acessam.
O Ministério da Educação considera essas escolas, equipadas com as mais modernas instalações tecnológicas, entre as melhores do país pela excelência educacional.

Fr. IBRAHIM FALTAS, ofm
Diretor das Escolas Terra Santa
"Este é o espírito das escolas franciscanas da Terra Santa. Nossas escolas se destacam em todos os campos e todos desejam estudar conosco."

Os frades franciscanos também estão empenhados na educação musical por meio do Instituto Magnificat, que contribui para o crescimento dos jovens estudantes.

Um cuidado amoroso, dos franciscanos, que não negligenciam nem mesmo os alunos com necessidades especiais: eles são acolhidos nas escolas para que possam superar as suas dificuldades e dar um sorriso aos seus rostos.

A pandemia do Coronavirus não conseguiu impedir a atividade educacional franciscana. Por meio da educação a distância, os professores conseguiram transpor as barreiras do medo e por meio de sua competência continuaram dando aulas aos alunos, obtendo resultados realmente satisfatórios.

As escolas franciscanas são fontes de conhecimento bem-sucedidas no mundo do trabalho, mas também centros de fé. E, sobretudo com o seu trabalho, reforçam a presença das futuras gerações de pedras vivas na Terra Santa.

Fr. IBRAHIM FALTAS, ofm
Diretor da Escola Terra Santa
"A instrução que nós franciscanos garantimos à comunidade local é o principal incentivo para os cristãos permanecerem na Terra Santa."

 

Christian Media Center