Carta do Santo Padre pelos 600 anos da instituição dos Comissários da Terra Santa

Pope Francis in the Nativity Grotto in Bethlehem, during his pilgrimage to the Holy Land in 2014, © Vatican Media
Pope Francis in the Nativity Grotto in Bethlehem, during his pilgrimage to the Holy Land in 2014, © Vatican Media

Por ocasião do sexto centenário da instituição dos Comissários da Terra Santa, no dia 14 de fevereiro de 1421, por obra do Papa Martino V, o Santo Padre enviou uma carta autografada ao Custódio da Terra Santa, Fr. Francesco Patton, a fim de “apoiar e benzer esse precioso serviço”. À mensagem do Papa Francesco, datada no 02 fevereiro de 2020, Fr. Patton respondeu com uma carta, no dia seguinte, na qual comunicou ao Santo Padre a intenção de celebrar uma Missa na Edícula do Sepulcro, em Jerusalém, no dia 15 de fevereiro, às 6h30min, na intenção de todos os benfeitores e agradecer pela obra dos Comissários. Nesta ocasião, o Custódio vai ler a mensagem autografada pelo Santo Padre e todos os Frades rezarão de modo especial pelo Papa Francisco e por Seu ministério. 

Agradecemos de coração Suas palavras de fortalecimento e encorajamento – escreveu Fr. Patton -. Gratos por Seu apoio e Sua bênção. Também somos gratos pelo Seu apoio, através da Congregação para as Igrejas Orientais e Seu Prefeito, o Eminentíssimo Cardeal Leonardo Sandri. E ao exprimir-Lhe toda a nossa gratidão, desejamos manifestar mais uma vez nosso afeto filial e nossa obediência com nossos sentimentos mais devotos.”

Segue o texto da Carta do Papa Francesco:



 

Vaticano, 02 de fevereiro de 2021

  

Caro Irmão,

 No próximo dia 14 acontecem os 600 anos da instituição dos Comissários da Terra Santa por parte do Papa Martino V.

 Após todos esses séculos, a missão dos Comissários continua sendo sempre atual: sustentar, promover, valorizar a missão da Custódia da Terra Santa, tornando possível uma rede de relações eclesiais, espirituais e caritativas, que têm como ponto de referência a terra em que Jesus viveu.

 Apoio e abençoo esse precioso serviço e faço votos de que possa ser sempre mais semente de fraternidade.

 A todos abençoo de coração e, per favor, não esqueçam de orar por mim.

 

Fraternalmente,

 Francesco