São Nicolau Tavelić: a relação entre a Croácia e a Custódia da Terra Santa

A que une a Croácia e a Custódia da Terra Santa é uma relação muito profunda que nasceu com os acontecimentos de São Nicolau Tavelić – precisamente natural da Croácia - e dos seus três companheiros, os primeiros franciscanos mártires da Custódia da Terra Santa. Em 1391 viviam em Jerusalém no convento – destruído 150 anos mais tarde - edificado no Monte Sião ao redor do Cenáculo e a evangelização pública – proibida na época – levou o grupo ao martírio.

Fr. FRANCESCO PATTON, ofm
Custódio da Terra Santa
"Por muitos séculos permaneceu a devoção a eles, mas apenas em 1970 Papa Paulo VI canonizou esses nossos primeiros mártires da Custódia da Terra Santa."

O quinquagésimo aniversário da canonização foi recordado com uma santa missa na capela - cujo altar lateral dedicado ao santo é um dom da Croácia – pela Delegação Apostólica de Jerusalém. Da santa missa – presidida por Fr. Francesco Patton, Custódio da Terra Santa e concelebrada pelos frades do Discretório da Custódia – participaram Dom Leopoldo Girelli, Núncio Apostólico em Israel e Chipre e Delegado Apostólico para Jerusalém e a Palestina, no mesmo dia em que se realizaram as grandes celebrações de Šibenik, cidade natal de São Nicolau Tavelić.

Fr. FRANCESCO PATTON, ofm
Custódio da Terra Santa
"Esse santo tem um valor especialmente importante para o povo croata, que deseja presentear a Custódia da Terra Santa com uma estátua de bronze de São Nicolau Tavelić, a ser colocada o mais perto possível do lugar onde São Nicolau viveu sua missão, ou seja o Cenáculo e portanto a estátua será colocada no jardim do Pequeno Cenáculo. Assim como uma capela dedicada a São Nicolau Tavelić vai surgir também no Campo dos Pastores para cultivar e alimentar essa relação para nós muito importante."

Mas os sinais da amizade entre a Croácia e a Custódia já presentes na Terra Santa são muitos.

Fr. SINISA SREBENOVIC, ofm
Custódia da Terra Santa – natural da Croácia
"É o orgulho de um pequeno povo que tem um santo, o primeiro santo em tempos modernos. A relação da Custódia com a Croácia não se deve apenas a São Nicolau Tavelić. Há por exemplo o jardim do Getsêmani, comprado pelos croatas e doado à Custódia, há a madeira do Monte Tabor para a construção da Basílica. Gostamos de recordar também um dos Custódios, Bonifácio de Dubrovnik, que no século XVI, quando os frades saíram do Cenáculo, encontrou estabilidade nos frades no convento de São Salvador e depois a grande restauração do Santo Sepulcro. Aqui também encontramos evidências da relação entre a Croácia e a Custódia."

Christian Media Center