Profissões solenes em Belém

No sábado, dia 04 de maio de 2019, na igreja de Santa Catarina, em Belém, o chileno Fr. Javier Jubal e o peruviano Fr. Juan Chávez emitiram sua Profissão Solene na Ordem dos Frades Menores, nas mãos do Custódio da Terra Santa, Fr. Francesco Patton.

"Queremos circundar-vos com afeto fraterno e nossa oração!" - disse Padre Patton, ao introduzir a celebração eucarística - “Nossa comunidade acolhe, hoje, irmãos que se comprometem definitivamente a acolher a vontade do Senhor a respeito de suas vidas e a Ele as oferecem!" Depois do pedido de seguir “a doutrina e as pegadas de Nosso Senhor Jesus Cristo” e de ser acolhidos definitivamente na Fraternidade, "professando até à morte, com santo esforço, a Regra e Vida da Ordem dos Frades Menores”, o Custódio pronunciou a Homilia.

As leituras, escolhidas antecipadamente (as do Domingo corrente), foram centrais para a mensagem que o Padre Custódio quis dirigir aos dois confrades. "As leituras ajudam-nos a compreender em que modo seguir as pegadas de Jesus” – comentou Pe. Patton, que as retomou em três pontos: "Antes de tudo, o centro pulsante de nossa vocação se encontra na relação de amor com Jesus; pois é necessário recordar que, nos votos vividos com autenticidade, colocamos a vontade de Deus, acima de tudo; e, enfim, o louvor a Deus, é fundamental para franciscanos”. Concluiu, depois, com os votos: "de que saibais cultivar vossa relação de amor a Jesus vivo e vivente e que vossa vida consagrada seja resposta de amor sem medidas, que Jesus viveu até o fim. Que saibais, em comunhão com S. Francisco, louvar a Deus, a fim de participar na festa da criação”.

Grande alegria e comoção invadiram a igreja de Santa Catarina, no momento em que os dois novos professos abraçaram todos os confrades presentes, metáfora do ser acolhido pela Fraternidade. "Se aqui estou, estou convencido de que não é totalmente por minha iniciativa, mas que tem sido sempre o Senhor a me guiar" – contou Fr. Javier Jubal, o chileno. "Meu sim é sustentado por muitos sins, comunicados através de minha família, meus amigos, gente conhecida, os testemunhos de vida, meus confrades: é um sim ao Senhor, mas é resposta partilhada e é bela, porque assim tenho certeza de que todos os meus irmãos continuarão a apoiar-me, a fim de permanecer fiel ao que hoje prometi.” 

Giovanni Malaspina