La Verna: quatro noviços da Custódia Terra Santa

Na manhã de sábado, 07 de setembro, no santuário franciscano de La Verna (Itália), quatro noviços fizeram sua Primeira Profissão na Ordem dos Frades Menores.

Provenientes de diferentes partes do mundo, após os primeiros anos de discernimento, os quatro novos Frades terminaram seu “ano de prova”, no Santuário La Verna, continuando assim seu caminho de formação, rumo à Terra Santa.

Construído na parte meridional do Monte Penna, na Toscana, o Santuário tem grande significado para a Ordem Franciscana: além de ser lugar em que muitos fatos extraordinários aconteceram na Ordem franciscana, é o lugar em que se manifestou a conformação de S. Francisco com o Cristo crucificado, ao receber os estigmas, no dia 14 de setembro de 1224. 

Fr. Francesco Patton, Custódio da Terra Santa, presidiu a celebração. Ao comentar as leituras escolhidas para o dia da festa, Fr. Patton contou sua experiência de formação e vocação desde o dia, há trinta e seis anos, de sua Primeira Profissão. “Uma coisa aprendi por experiência própria e é que, para responder a essa chamada, nossas forças são insuficientes”, disse o Custódio. O que possibilita corresponder ao dom que recebemos, o que possibilita caminhar, dia após dia, sobre os passos de Jesus, aquilo que nos torna capazes de “observar seu Evangelho, vivendo em obediência, sem nada de próprio e em castidade” é o fato que Ele mesmo pregou o Evangelho vivendo em obediência, sem nada de próprio e em castidade. É fato que Ele mesmo rezou e continua a rezar por nós, Ele mesmo nos dá força. Ele mesmo manifesta continuamente sua graça, benevolência e misericórdia por nós, que somos frágeis, com tendência egoísta, facilmente infiéis”. Não faltou a lembrança dos Frades que, atualmente, vivem na Síria e aqueles que deram sua vida na Terra Santa, a fim de defender os lugares e a própria fé.

Após a homilia, cada um se aproximou do altar e, nas mãos do Custódio, fez sua Profissão, à qual Fr. Patton respondeu: “E eu, em nome da Igreja e de nossa Fraternidade, recebo teus votos, e da parte de Deus Onipotente, se observares essas coisas, te prometo a vida eterna!” 

Giovanni Malaspina