Ceia de Gala no Convento de Washington D.C.

Mais de duzentos e cinquenta amigos e benfeitores da Terra Santa, dos Franciscnaos e do Convento franciscano da Terra Santa, em Washington D.C. – USA, tomaram parte na missa presidida por Fr. Francesco Patton, Custódio da Terra Santa, e da anual ceia de gala.

Na homilia, o Padre Custódio aprofundou as histórias das duas viúvas, na Liturgia do dia: a viúva de Sarepta, em Sídon, que partilhou com o profeta Elias aquele pouco que possuia, e a viúva no Templo, que ofereceu as poucas moedas que possuia, como observou Jesus. "Por que", perguntou o Padre Custódio, "estas duas pobres viúvas deram tanto em relação daquilo que possuiam?” Fizeram uma coisa dessas “PORQUE tinham fé em Deus, porque desejavam manifestar seu amor a Deus e porque a fé e o amor delas as levou ao conhecimento de que Deus cuidaria delas, independentemente de qualquer coisa." Ele sugeriu que “quando alguém dá livremente e de maneira autêntica, manifesta a vontade de doar-se, assim como Jesus Cristo o fez na cruz". Fr. Francesco continuou, citando o testemunho de dois frades que, atualmente, servem na Síria, F. Hanna Jallouf e Fr. Luai Bsharat, que vivem em vilarejos situados numa área perigosa.

O Padre Custódio concluiu perguntando à assembléia: "Além daquilo que possuimos e o dinheiro que podemos oferecer e partilhar com os outros, somos capazes de nos doar? Somos capazes de oferecer nossa vida na situação concreta em que nos encontramos ao viver e na vocação à qual Deus nos chamou? Somos capazes de fazê-lo livremente e por amor? Possa Nosso Senhor Jesus Cristo dar-nos tal graça, uma vez que foi ele quem fez da própria via um dom de perfeito amor!"
Também neste ano, na conclusão da ceia de gala, o Padre Custódio entregou a Medalha Alma Grata, um reconhecimento dado pela Custódia a um indivíduo que demonstrou empenho em melhorar a vida dos cristãos e de todos os povos da Terra Santa e que sustentou a missão da Custódia Franciscana da Terra Santa. Neste ano, essa medalha ” Grato Animo Award”, foi destinada à Doutora Margaret B. Melady, PhD, Presidente da Associação Federal da Ordem de Malta, uma das 47 Federações nacionais da Soberana Ordem de Malta, que se ocupa de testemunhar a fé e servir os pobres e doentes, através da assistência humanitária em outros 120 países. A Ordem de Malta foi fundada há mais de 900 anos, na Terra Santa, e ainda hoje presta relevantes missões ali.

No discurso aos hóspedes da ceia, o Custódio declarou: "Desejo exprimir minha gratidão a cada de vós, pelo amor demonstrado pela Terra Santa e pelo sustento que tendes dado, durante muitos anos, e ainda o estais dando, através do Comissariado Franciscano da Terra Santa, aqui em Washington DC". Falando dos dois aniversários que os Frades da Terra Sana estão celebrando – os oitocentos anos da chegada dos primeiros Frades e de S. Francisco de Assis à Terra Santa e o encontro entre S. Francsico e o Sultão, encontro de paz e imagem permanente de diálogo entre pessoas e crentes de diferentes culturas e religiões – o Custódio examinou, depois, o trabalho da Custódia, uma Fraternidade internacional de cerca de 300 franciscanos provenientes de 45 diferentes países. "Procuramos viver a vida franciscana, que é, antes de tudo, vida evangélica, de oração e de fraternidade a serviço da Igreja e das pessoas”. Chamou a atenção sobre vários aspectos da missão dos Frades: do custodiar os Lugares Santos até o serviço pastoral com as “pedras vivas”, os cristãos do Oriente Médio, passando pelo desenvolvimento do Museu da Terra Santa e o zelo pelo Instituto Magnificat, a escola de música aberta aos jovens de todas as fés, e para com as numerosas escolas da Custódia na Terra Santa.

Os hóspedes puderam apreciar o canto, seja na hora da missa como na ceia, oferecido por Fr. Alessandro Brustenghi, Frade Franciscano da Província de Assis, solista conhecido pelo público americano por seu concerto, gravado na Basílica de S. Francisco, em Assis, e transmitido pela TV pública dos Estados Unidos. Fr. Alessandro foi acompanhado por Vivian Choi, originária de Seoul, Coreia, crescida na Austrália e, atualmente, residente em New York. Desde que fez estreia na Opera House de Sydney, com a idade de 12 anos, fez longos tours como solista e música de câmera em todo o mundo, obtendo numerosos reconhecimentos.

No evento estiveram presentes, vindos de Jerusalém, Fr. John-Luke Gregory, membro do Conselho Administrativo da Custódia, e Fr. Ramzi Sidawi, Ecônomo da Custódia. Os dois franciscanos acompanharam o Custódio em sua visita aos Frades do convento, um momento especial para rever a vida da Fraternidade e falar com cada confrade de sua vida e seu ministério.

Os hóspedes foram acolhidos pelo Padre franciscano Fr. Larry Dunham, Guardião e Comissário da Terra Santa, no convento de Washington, que concedeu o "Seraphic Award", reconhecimento pelo serviço especial à missão do convento, prêmios recebidos por Robert e Jean Comstock e William J. e Mary Nöel.

Fr. Greg Friedman, OFM