Bênção da cópia da edícula do Santo Sepulcro, na Ucrânia

No dia 27 de agosto, o Custódio da Terra Santa, Fr. Francesco Patton, e seu Vigário, Fr. DobromirJasztal, participaram da solene bênção de uma miniatura da Edícula do Santo Sepulcro, confeccionada no Centro Mariano de Zarvanytsia, vizinho a Ternopil, na Ucrânia.

A celebração foi presidida por Sua Beatitude Svyatoslav, Arcebispo Maior e chefe da Igreja Grego Católica na Ucrânia, e pelo Metropolita de Ternopil, VasylSemenyuk, com a participação dos Bispos da Metrópole, uma centena de sacerdote, Frades da Fundação ucraniana de Rito Bizantino e uns 50 mil peregrinos, vindos ao Santuário para a solenidade da Dormição de Maria.

O Custódio da Terra Santa e seu Vigário haviam trazido, como presente, uma relíquia da rocha do Santo Sepulcro, a ser colocada dentro da miniatura realizada junto ao Centro Mariano, chamado também de Jerusalém Ucraniano, porque reconstruiu vários santuários de Jerusalém, no recinto do santuário mariano.

A parte do santuário, dedicada a Jerusalém, compreende a reconstrução-cópia da Edícula do Santo Sepulcro, do Calvário, do Jardim das Oliveiras, da Escada Santa, da piscina de Bezetá, da Porta dos Leões e da Torre de Davi. Iniciada em 2014, a parte dedicada a Jerusalém foi completada neste ano.
O Custódio da Terra Santa quis ilustrar o valor desse santuário, relacionado aos santuários da Terra Santa, para tornar conhecidos aos peregrinos da Ucrânia os Lugares Santos e convidá-los a peregrinar na Terra Santa, mas sobretudo a viver a inteira existência como peregrinação e um caminhar com fé nos passos de Jesus.

Nas celebrações do dia 27 e 28 de agosto participaram milhares de peregrinos, muitos vindos a pé, a fim de rezar com intensa fé, sobretudo pela paz na Ucrânia e no Oriente Médio, e participar em massa, seja da Divina Liturgia,seja das especiais orações (molemen), em forma de canto à Mãe de Deus, elevada ao céu.

A bênção e a inauguração do santuário foi ocasião para reforçar a colaboração entre a Igreja Grego Católica da Ucrânia e a Custódia da Terra Santa, também através do serviço de assistência aos migrantes ucranianos que vivem em Israel e são atendidos pastoralmente pelos Frades ucranianos, que estão trabalhando na Custódia da Terra santa.